Seguidores

24/09/2006

Um conto ao luar*

Quando estou sem sono, gosto de escrever. É nessas alturas que surge a inspiração. Preciso apenas de uma musa...

Este é um conto diferente... passado numa sessão de SMS's que troquei contigo durante uma longa noite de Inverno (sessão imaginada, claro!).
Imaginei essa noite e previ as tuas eventuais falas/respostas (quis dar uma certa interactividade, imaginando a visão feminina).
Todo o texto é 100% meu.


"Estava uma noite quente de NOVEMBRO.
A noite do teu aniversário.
Eu estava particularmente 'tocado' e tu não paravas de provocar com esse olhar que só tu sabes fazer.

Passo a mão pelo teu cabelo, afago-o.
Toco com os lábios o teu ouvido. Sussurro e sentes um arrepio.
Horizonte desértico. Noite iluminada por mil pontos de luz.

- tou de cuecas e uma t-shirt. E tu? [diálogo imaginário por SMS]

Passo a mão pelos teus ombros, abraço-te e aperto-te contra o peito. Beijo-te demoradamente.
Sinto os teus peitos endurecerem-se e os mamilos a eriçarem-se.

- Humm. Andas inspirado... não me disseste o que tens vestido.

Pego-te ao colo e sento-me no sofá. Olho-te nos olhos.
Tens um olhar penetrante. Parece faíscar.
Suavemente tiro a tua t-shirt branca, brinco com o teu cabelo. Abraço-te de novo com um objectivo definido: desaperto-te o soutien e tu ris.
«Que foi? Ficaste hipnotizado?» Perguntas-me com ar de gozo.
O meu olhar ficou preso/suspenso nessa visão por um instante.
«Nunca viste uma rapariga despida?» Corei.

- tou a gostar. Até adivinhaste a côr da minha t-shirt. Continua, por favor.

Toco com os dedos nos teus mamilos, no umbigo e entre as pernas. Activo os teus centros primários de prazer. Pedes calma.
Ponho-te de pé e desço-te as cuecas azuis com ursinhos.
Olho-te e fico suspenso por um momento.
Tu és Vénus. Princesa, Deusa, guerreira....

- oh, god! Tas a deixar-me maluca...

Falas-me baixinho ao ouvido:
«Esta é a minha noite, serei a tua raínha e tu o meu escravo.
Qual vai ser a minha prenda? Quero uma prenda muito personalizada senão vou ter que te castigar». Sorriso.
Estás linda. Mais radiante que nunca.
Beijo-te enquanto te massajo o clitoris.
Introduzo 2 dedos. Consegues sentir?

- tou a sentir-te nesse momento... E quero a minha prenda...

Massajo o teu ponto G e deixo-te "em ponto de rebuçado".
Pego-te ao colo e deito-te na cama.
Beijo o teu pé e vou subindo... as coxas, o umbigo, os mamilos, os teus lábios.
Detenho-me por momentos na tua tatuagem.... em forma de borboleta... beijo-a.
Abro-te as pernas e passo a língua pela vagina.
Aumento a velocidade e sentes um turbilhão de sensações. Puxo-te para junto de mim e penetro-te profundamente.
Sinto a tua pulsação acelerada. A respiração também.
Gemes baixinho, pedes para não parar.

- enquanto me penetras olhas-me nos olhos e ves o prazer que tou a ter, espelhado neles. Começo a gemer e a puxar-te mais com as pernas e a pedir-te para me tocares nos mamilos.
Tu tocas e eu solto um gemido ainda mais profundo enquanto te aperto mais entre as pernas...
«Tás a gostar?», perguntas.
«Ficava assim o resto da vida».
Começas a penetrar-me mais rapidamente e eu começo a gemer mais e mais rápido até k atinjo um orgasmo, k tu sentes e me agarro a ti enquanto grito o teu nome...
... continua, responde p este num, n tenho bateria no meu.
[o pormenor do telemovel, para dar realismo]

A penetração continua sem parar. Sentes orgasmos múltiplos.
Coloco as tuas pernas nos meus ombros e atinjo a penetração máxima. Parece que sinto o teu útero.
Viro-te de costas e devoro-te por trás. Tás completamente molhada e excitada.
Sentes-me a vibrar dentro de ti? Olho-te nos olhos e digo:
"Feliz Aniversário". Não penses que já acabou!
Levo-te para o sofá e penetro-te selvaticamente.
É a noite do teu 24º aniversário e a festa está longe de acabar.
Pego no chantilly e começo a espalhar pelo teu corpo.
Primeiro nos mamilos e lambo. Depois no umbigo.
Deito-te no sofá de cabeça para baixo num movimento acrobático. Introduzo uma vela na tua vagina e acendo-a. Não te mexas, a tortura vai começar.
Vendo-te os olhos. Continuo a espalhar chantilly no teu corpo e a sorvê-lo gulosamente.

Permaneces imóvel e gemes de prazer. Retiro a vela, espalho chantilly e passo um morango pelos teus lábios. Sentes um trago adocicado.
Vou descendo com ele percorrendo as tuas curvas. Passo pelo clitoris e introduzo-o.

- eu gemo de prazer ao sentir o morango a percorrer o meu corpo... quando chegas ao clitoris, solto um gemido mais longo e peço-te para me tocares... tu ris-te e pedes calma.
Colocas um morango em cada um dos meus mamilos e come-los enquanto mordiscas levemente os mamilos... colocas um morango na tua boca e levas até à minha. Dividimo-lo.
Beijas-me o pescoço e tiras-me a venda dos olhos...
eu olho para ti e vejo k já tas excitado.
«Penetra-me por favor», imploro.
«Estou em chamas, quero-te dentro de mim».
«Tem calma», dizes. Mas eu já não aguento e levanto-me.
Empurro-te para cima da cama e sento-me em cima de ti. Com as mãos, coloco-te dentro de mim e solto um gemido, quando te sinto a entrar.
Começo a mover-me lentamente em cima de ti enquanto me agarras a cintura e me olhas:
«Gostas do meu corpo?», pergunto. Continua.

És uma Deusa. Adoro-te, Venero-te, Desejo-te. Devora-me! Mais rápido, mais rápido. Tu tens o comando da acção.

- Peço-te para me tocares nos meus mamilos, deixas-me louca de prazer e atinjo novo orgasmo, gemendo muito. Excitado, a sentir-me toda, também tu atinges o orgasmo.

Já é de manhã. Entretanto, esgotada, adormeces (dormes profundamente) nos meus braços.
Não consigo deixar de pensar nessa noite e no teu sorriso quando ouves a palavra "aniversário".


__________________________________________________________

* Dedicado a uma pessoa muito especial (ela sabe quem é!)
Há quem pense que nem tudo neste conto é imaginado e já aconteceu na realidade. Mas isso agora...
Ah, só um pequeno pormenor: na realidade a tatuagem não era em forma de borboleta. Era um coração :)

4 comentários:

Devilinsider (LOL) - Tu sabes... disse...

Bem meu Fofinho... O prometido é devido... Após um demorada releitura devo confessar que "eu tb quero"... LOL... Essa é a parte da brincadeira...
Agora a parte séria... Acho que está bastante bem elaborado, bastante "imaginativo" mas a nível de escrita tens uma ou duas falhas que lhe tira um pouco a beleza... Fica descansado que isso não é nada que influêncie a qualidade do documento...
Mas quanto a isso a gente conversa...
Bjinhos grandes

Dyana disse...

Tá mt giro, sem duvida... MAs com o tempo podes aperfeiçoar cada vez mais e mais... Paraben! Continua a escrever, pois são ccontos realmente mt interessante...
jinhos fofos;)

HornyMeUp disse...

Tem que se partir de algum ponto!

{-Sutra-} disse...

Que pena, só descobri isto agora.
Tinha uma msg tua no AFF que só vi hoje pois não vou lá há meses.

Bj doce